">

Julho completa 10 anos da morte do pastor Luiz Antônio da Luz

O pastor evang�lico Luiz Ant�nio Rodrigues da Luz era membro da Igreja Assembl�ia de Deus, onde participava de peregrina��es religiosas e era especialmente conhecido em cidades do Sul, como Cambori� e Porto Alegre.
Iniciou a doutrina religiosa aos 17 anos, assumindo a secretaria da igreja da Assembl�ia de Deus de Gua�ba, permanecendo no cargo por tr�s anos. Nos anos seguintes, ele se dedicou a projetos sociais e seu mestrado em Teologia. O pastor era casado com Maria Isabel da Luz e deixou tr�s filhos: Eliezer, Priscila e Juliano.



Brasil choram a morte do pastor gaúcho Luiz Antônio Luz. O pregador estava no avião da companhia aérea TAM que caiu em (2007) em São Paulo. Luiz Antônio era um dos maiores pregadores do país, e no Maranhão era muito conhecido e admirado. Na semana ele esteve na capital participando do encerramento do 5º Congresso de Mocidade da Assembléia de Deus (COMADESL). Foi o último evento em que o pastor participou como pregador oficial. Familiares já solicitaram cópias das suas ministrações na capital maranhense durante o evento.

O pregador quando ministrou a palavra de Deus parecia que estava se despedindo. Com muito mais eloqüência e unção do que de costume, Luiz Antônio fez centenas de jovens chorarem depois de proferir a pregação na sexta e no sábado à noite.

Luiz Antônio ministrou sobre a importância do pentecostes para a igreja evangélica, pois é uma característica marcante das igrejas avivadas e que essa marca não pode se apagar. Sobre isso ele declarou “O Pentecostes é herança da Assembléia de Deus. O Pentecostes é o que torna um a vida espiritual espontânea. Por isso, pedimos incessantemente a Deus que nos ensine a zelar por ele”. Ao final do congresso, Luiz Antônio disse que nunca viu nada semelhante ao registrado em São Luís. “É raro ver um povo com essa sensibilidade espiritual, essa entrega sobrenatural. São Luís é diferente até na adoração a Deus. Sinto-me mais à vontade na presença desse povo maravilhoso e pentecostal. Creio que Deus também me usa de forma mais ungida para ministrar a Sua Palavra”.