STF decide nesta terça-feira sobre prisão de Aécio Neves

Câmara e Senado vão tentar manter as votações de projetos considerados importantes pela base governista em uma semana incomum em Brasília. Na próxima terça-feira (20), a Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) vai analisar duas ações relacionadas ao senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG), presidente licenciado do partido.
Uma delas, apresentada Procuradoria-Geral da República (PGR), é um pedido de prisão do tucano. A outra é um recurso da defesa de Aécio para reverter o seu afastamento das atividades parlamentares, determinado pelo ministro Edson Fachin no dia 18 de maio.
Image title
Senadores vão acompanhar os desdobramentos desses julgamentos, uma vez que, caso o pedido de prisão seja acolhido pela Corte, a Constituição prevê que o Senado se reúna para decidir se mantém, ou não, a prisão.
Os festejos juninos são outro fator que pode dificultar as votações no Congresso. Tradicionalmente, nesta época do ano, a presença de parlamentares diminui na Câmara e no Senado.




www.meionorte.com

Cunha é o Marcola do Temer: comanda a quadrilha da cadeia

Renan confirma que Eduardo Cunha é o Marcola do Temer; ele é o líder que comanda da cadeia a quadrilha que tomou o poder de assalto com o golpe de Estado. Para Renan, Cunha “exerce sim influência diretamente de sua cela, em Curitiba”.
Camacho Marcola, para recordar, é o líder maior da organização criminosa PCC [Primeiro Comando da Capital], que ostenta seu poder comandando as operações da quadrilha mesmo de dentro da penitenciária de máxima segurança, onde cumpre longa pena de prisão.

                   Givaldo Barbosa / Agência O Globo

Renan Calheiros é um político arguto, que conhece com intimidade as vísceras do poder em Brasília. Renan tem denunciado a grande influência que este presidiário exerce sobre o governo Michel Temer, assim como a expansão do domínio do “caranguejo” [codinome do Cunha nas planilhas de propinas da Odebrecht] no PMDB.
Numa conversa com o ministro Moreira Franco, Renan alertou que se Padilha demorar da licença de saúde convenientemente prolongada para tentar abafar as graves denúncias que pesam sobre ele, “o Eduardo Cunha senta o Gustavo Rocha lá”.
Gustavo Rocha, que foi advogado do Cunha e curinga do presidiário em diversos cargos importantes na República, atualmente ocupa o cargo relevante de subchefe de assuntos jurídicos da Casa Civil, e chegou a ser cogitado para o Ministério da Justiça.
De acordo com Renan, “Esse grupo originário que tem como líder e chefe o Eduardo Cunha, que as pessoas vão a Curitiba para saber o que ele orienta, o que ele recomenda, o governo não pode ficar exposto a isso”.
A área de influência do Eduardo Cunha no governo golpista não é nada desprezível. Além do Temer, Moreira e Padilha no coração do governo, os tentáculos do Cunha no comando golpista são abrangentes: Alexandre Moraes, também advogado dele, foi transformado em juiz do STF; Osmar Serraglio, colocado por Cunha na presidência da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara e que defendeu sua anistia porque ele “exerceu um papel fundamental para aprovarmos o impeachment da Presidente Dilma”, foi nomeado ministro da Justiça; Carlos Marun, aliado incondicional que visita Cunha na prisão “para saber o que ele orienta, o que ele recomenda”, ganhou a presidência da comissão especial da reforma da previdência na Câmara; André Moura, um integrante da tropa de choque do Cunha, ganhou a liderança do governo Temer no Congresso.





https://www.brasil247

A FORTUNA dos FILHOS de LULA daria PARA tirar o BRASIL da CRISE ATUAL em 24 horas.



A Polícia Federal concluiu a perícia financeira e patrimonial de Luís Cláudio Lula da Silva e Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, ambos filhos do ex-presidente Lula. O departamento técnico da PF analisou a compatibilidade entre as movimentações financeiras e os rendimentos de Fábio Luís e Luís Cláudio entre os anos de 2011 e 2014 e produziu um relatório, destinado ao delegado Márcio Anselmo, da força-tarefa da Operação Lava Jato, que em agosto havia solicitado a perícia. O resultado aponta que Luís Cláudio Lula da Silva teve variação patrimonial a descoberto, ou seja, seu patrimônio superou os recursos declarados à Receita Federal, entre os anos de 2011 e 2013 e no acumulado dos quatro anos analisados. Quanto a Fábio Luís, não se detectou o mesmo problema.
A perícia destaca que, no ano de 2013, gastos de 300.000 reais em cartões de crédito foram superiores às fontes de receitas declaradas por Luís Cláudio à Receita. “A evolução patrimonial a descoberto (falta de recursos) atinge valores superiores a R$ 200 mil, quantia essa significativa frente à posição patrimonial do investigado”. Em 2014 os gastos a crédito também foram maiores que seus recursos.



Observe-se que dos cerca de R$ 1,43 milhão de rendimentos brutos do investigado no período de 2011 a 2014, aproximadamente R$ 246 mil foram oriundos da empresa LILS Palestras, R$ 780 mil da LFT Marketing, R$ 100 mil de pessoas físicas R$ 200 mil da Sra. Marisa Leticia”, enumera o relatório da Polícia Federal.
Luís Cláudio Lula da Silva é investigado na Operação Zelotes por sua empresa, a LFT Marketing Esportivo, ter recebido 2,4 milhões de reais do escritório de lobby Marcondes Mautoni por uma consultoria que, descobriu-se depois, não passou de material copiado da internetA contratante do filho do petista é suspeita de atuar pela aprovação da Medida Provisória 471, que em 2009, durante o governo Lula, prorrogou benefícios fiscais de montadoras de veículos.











http://veja.abril.com.br

Doença de Marcelo Rezende é ‘mão de Deus', diz Valdemiro Santiago.



Desafeto antigo da TV Record e do apresentador Marcelo Rezende, o pastor Valdemiro Santiago tem falado durante cultos da Igreja Mundial do Poder de Deus sobre a doença do jornalista.
Marcelo Rezende está com um tumor no pâncreas que atingiu também o fígado e passa por recuperação em casa. Ele está afastado do Cidade Alerta desde maio.








catracalivre.com.br


.