">

Greve Geral: Professores decidem parar a partir de 15 de março.


O governo do Estado do Paraná tem sido taxativo com com a sua interpretação sobre o direito à hora-atividade e sobre a necessidade de punir educadores(as) doentes e a categoria irá responder à altura: dia 15 de março começa a greve geral nacional dos(as) professores(as) e funcionários(as) da educação.



Rumo a Greve Geral – De hoje (11) até o dia do início da greve, a categoria está em “Estado de Greve”, o que significa que, neste período, realizará um calendário de mobilizações chamado “Jornada de Luta e Resistência Rumo à Greve da Educação” em preparação para a greve. Esse é o momento estratégico de dialogar com a comunidade escolar, com as lideranças locais e regionais e também o momento de eleição dos(as) representantes escolares nas escolas. (Veja abaixo o calendário da Jornada). Durante o Estado de Greve, fica instalada a assembleia permanente (conforme Regimento do Sindicato).

Estatuto – Os(as) educadores(as) também referendaram o novo Estatuto, aprovado no último Congresso Estadual da APP-Sindicato. (Leia aqui a matéria com o detalhado das alterações do documento)

Atividades da Jornada de Luta e Resistência Rumo à Greve da Educação:

Pauta da greve – 1) Pelo fim das maldades do governo Beto Richa contra a Educação Pública. 2) Pelo fim dos calotes com a categoria. 3) Pelo Direito à Saúde de professores(as) e funcionários(as). 4) Pelas manutenção dos direitos conquistados da carreira. 5) Pela Revogação da Resolução da Distribuição de Aulas. 6) Pelo Cumprimento da Lei da Data Base – reajuste da inflação. 7) Pelo Cumprimento da Lei do Piso. 8) Pelo cumprimento da Lei da Hora-Atividade. 9) Contra a Reforma da Previdência. 10) Contra a Reforma Trabalhista. 11)Pela revogação da lei da reforma do Ensino Médio.






http://www.blogdomochi.com.br