Pastor usa dízimos e mão-de-obra voluntária para construir barracas para moradores de rua


O inverno chegou, e mesmo antes de começar oficialmente, segundo o calendário, já assolava as regiões Sul e Sudeste de forma implacável. Na cidade de São Paulo (SP), cinco moradores de rua morreram em decorrência do frio. Nesse cenário, uma iniciativa de amor ao próximo liderada por um pastor chamou a atenção nas redes sociais.
Renato Barbosa, pastor evangélico ligado ao projeto “Jesus Vem Semeando a Palavra” – que apoia missionários no Haiti e na Índia -, usou a mão-de-obra voluntária de membros de sua congregação para construir barracas simples, de madeira e plástico, para os moradores de rua da capital paulista.
Em uma entrevista ao site Púlpito Cristão, Barbosa deu detalhes do trabalho: “Esta ação surgiu quando eu e minha esposa passávamos por uma avenida de São Paulo onde o frio estava em torno de 6°, aí nós pensamos como aliviar aquela situação, uma vez que as pessoas estavam dormindo ao relento. Pensamos inicialmente em doar plásticos para eles colocarem por cima dos cobertores, mas quando cheguei em casa aprimorei a ideia, e com um irmão marceneiro da igreja desenvolvemos a barraca solidária”, revelou.
O pastor contou que trabalha há mais de dez anos “pregando o Evangelho e fazendo obras sociais”, e que no caso específico do inverno, sua ideia é oferecer uma forma de proteção contra as intempéries mais comuns, de forma prática, rápida e barata: “Neste projeto específico o objetivo é fornecer a barraca para o morador em situação de rua, a fim de abrigá-lo do frio e da chuva. Tornou-se também uma importante ferramenta de aproximação com eles, e uma oportunidade de apresentar o Evangelho”.
Questionado sobre qual a maior dificuldade dos moradores de rua, Barbosa enumerou algumas: “As dificuldades são imensas. Eles estão vulneráveis. Sem trabalho, principalmente agora com a crise que atravessamos. Quando encontram uma oportunidade, tem que driblar a dificuldade de não terem endereço fixo.  Sem condições de higiene, sem lugar para lavar roupas, manter uma condição digna, estão expostos a todo tipo de doença. Enfim, enfrentam preconceito de diversas formas. As políticas públicas, não atendem as necessidades destes cidadãos. Hoje, temos ainda o grave problema de famílias inteiras estarem em situação de rua. Perda de emprego tem sido a queixa mais frequente”, pontuou.
De acordo com o pastor, o custo para a construção da “barraca solidária” é baixíssimo por unidade: “Compramos plástico, plástico bolha, ripas de madeira e pregos. O preço estimado para construirmos cada uma é de R$ 40,00”.
Os interessados em contribuir com a iniciativa e ajudar a minimizar os problemas enfrentados por moradores de rua, podem entrar em contato com o pastor Renato Barbosa pelo WhatsApp, no número (11) 9 7653 6581. “Em tempos em que muitas igrejas acabam aparecendo na mídia por conta das manipulações religiosas e descaso pelo próximo, iniciativas como esta merecem ser destacadas, pois nos fazem refletir na importância que a igreja tem, e mostram que nem tudo está perdido. É certo que existem muitos manipuladores e estelionatários da fé, mas também há muita gente idônea trabalhando em prol do Reino de Deus”, destacou o pastor.


Gospel Mais