">

Pescadores acham corpo de jovem desaparecido durante batismo no RS

Corpo foi achado no Rio Jacuí no RS (Foto: Bruna Taschetto/RBS TV)Corpo foi achado no Rio Jacuí no RS (Foto: Bruna Taschetto/RBS TV)
O corpo do jovem de 15 anos que estava desaparecido desde a sexta-feira (19) nas águas do Rio Jacuí, em Restinga Seca, na Região Central do Rio Grande do Sul, foi encontrado no início da tarde desta terça-feira (23). Rafael Carvalho desapareceu quando participava de uma cerimônia de batizado da Igreja Evangélica Senhor Jesus Cristo, com sede em Agudo.
Segundo os bombeiros que participam das buscas, o corpo foi encontrado por volta das 15h por pescadores que estavam no mesmo local onde o menino havia sumido. O corpo estava boiando nas águas.
De acordo com a mãe do jovem, o menino não estava pronto para ser batizado. Ao lamentar a morte do filho, a mulher, no entanto, afirmou que a Igreja Evangélica Nosso Senhor Jesus Cristo insistiu que o adolescente participasse da cerimônia.
“Ele dizia que não estava pronto ainda, não era a vontade dele, mas... insistiu, e ele veio”, lamenta Zenilda Carvalho. Segundo testemunhas, o adolescente escapou das mãos de um dos religiosos durante o ritual e foi levado pela correnteza.
O missionário Clóvis Antônio Bastos, de 41 anos, prestou depoimento à polícia na manhã desta terça. Ele disse que fez o batismo com o consentimento de Rafael e que o local foi escolhido pela irmã do garoto, que também ia se batizar.
Na delegacia de Agudo, o pastor Alenir Werppe, responsável pela igreja também prestou depoimento. Ele afirmou que os batismos são autorizados por ele e que geralmente ocorrem na igreja ou em piscinas. Além disso, completou que a cerimônia em rios não é comum e que não sabia do batismo realizado na última sexta-feira.
Conforme o comandante dos bombeiros do município, tenente Jônatas Gabriel, o local onde ele desapareceu é de difícil acesso.
“Temos aqui muitas árvores submersas, e é uma região de bastante pedras também. Com certeza não é recomendado para nada, nem para prática de banho”, descreve o tenente.
O nível do Rio Jacuí estava alto quando um missionário da igreja evangélica Nosso Senhor Jesus Cristo começou o ritual de mergulhar um grupo de sete pessoas na água. Quando chegou a vez do menino, ele foi levado pela forte correnteza. Nos próximos dias, a polícia vai ouvir a mãe do garoto e testemunhas que participaram do batismo.








Fonte------------------G.1