Deputada quer criação de App para ajudar pessoas a encontrar locais acessíveis Indicada por Thaise Guedes (PMDB), a ferramenta visa ajudar as pessoas com deficiência e mobilidade reduzida a localizar (e avaliar) bares, restaurantes, academias, teatros e outros estabelecimentos


Foi aprovada na sessão desta terça-feira (20) no plenário da Assembleia Legislativa, a indicação da deputada estadual Thaise Guedes (PMDB), para que o Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Ciência, da Tecnologia e da Inovação, crie um aplicativo que visa ajudar as pessoas com deficiência e mobilidade reduzida a localizar (e avaliar) bares, restaurantes, academias, teatros e outros estabelecimentos como os terminais de transportes.
De acordo com a parlamentar, a ferramenta contará com a colaboração dos próprios usuários para identificar rapidamente se um local pode ou não receber um cadeirante, alguém que tenha quebrado uma perna ou um idoso.  "A ideia é que a pessoa observe o ambiente para notar coisas como a existência de uma rampa ou a largura de uma porta, características básicas de um estabelecimento adaptado para esses clientes", argumenta. 
Ela explica que a exemplo de outros lugares do Brasil, onde o aplicativo já é um sucesso, não é preciso fazer nenhuma avaliação técnica do local, basta o usuário responder a um breve questionário. "As informações são referentes a coisas como a altura das mesas e do balcão, a viabilidade de uma pessoa com algum tipo de deficiência de locomoção se deslocar no ambiente e a existência de um banheiro para cadeirantes" destaca.
A ideia do APP é que o sistema detecte a localização do usuário e sugira locais próximos, conforme a necessidade da pessoa, seja ela um deficiente visual, cadeirante, obeso ou idoso.“A ideia do produto não é apontar os estabelecimentos que não têm acessibilidade, mas mostrar e valorizar quem já os possui. Essa ferramenta não será apenas para pessoas com deficiência, mas também para quem tem alguma dificuldade de locomoção, seja uma mãe com um carrinho de bebê, alguém que torceu o pé ou mesmo um idoso”, concluiu Guedes. 



http://www.cadaminuto.com.br