">

Membros do MBL são espancados por estudantes de escola ocupada no Paraná

Os coordenadores do Movimento Brasil Livre Renan Santos e Arthur Moledo Val (autor do canal Mamãe Falei) foram espancados por militantes de extrema-esquerda que ocupam uma das escolas estaduais no Paraná. O crime aconteceu em Curitiba, quando Arthur e Renan tentavam gravar uma das ocupações.

O estilo das gravações do Mamãe Falei consiste em entrevistar um militante de extrema-esquerda que participe de algum protesto e perguntar o que ele sabe sobre a pauta que supostamente está reivindicando. Conforme o canal começou a ficar conhecido, os militantes passaram a ficar mais agressivos, já que costumam passar vergonha nas filmagens.
As ocupações são tocadas pelo Movimento Ocupa Paraná, que pede a saída de Michel Temer, do ministro da Educação Mendonça Filho e do governador do estado Beto Richa. O movimento também é contra a PEC 241 e as reformas do ensino médio. Os movimentos são ligados a partidos como PT, PSOL, PCdoB e PSTU.
Foi registrado boletim de ocorrência. Apesar do protesto ser de secundaristas, todos os militantes filmados aparentam ter passado dos vinte anos. Poucos mostraram o rosto, enquanto os outros aparecem com o rosto coberto. Os criminosos ainda não foram identificados.


https://jornalivre.com/2016/10/19/membros-do-mbl-sao-espancados-por-militantes-de-extrema-esquerda-em-escola-ocupada-no-parana/