Ataque com caminhão deixa dezenas de mortos em Nice, no sul da França

Um caminhão atropelou diversas pessoas que estavam assistindo à queima de fogos em comemoração ao 14 de Julho, Dia da Bastilha, em Nice, na França, matando dezenas.
O jornal francês "Le Figaro", diz que há 80 mortos. Já o ex-prefeito de Nice e atual presidente da Metrópole Nice-Cote D'Azur, Christian Estrosi, disse que há 77 mortos. Segundo a agência AP, o gabinete da Procuradoria de Paris abriu uma investigação para apurar se o ataque foi terrorismo.

O ataque aconteceu no Promenade des Anglais (Passeio dos Ingleses), uma avenida à beira-mar, por volta das 22h30 (17h30 em Brasília). O procurador de Nice, Jean-Michel Prêtre, diz que o veículo percorreu 2 km entre a multidão.
O Ministério do Interior francês confirmou que o motorista foi morto. A agência AP, citando como fonte Christian Estrosi, diz que o caminhão estava cheio de armas e granadas.
O  "Nice Matin" diz que um de seus repórteres estava no local acompanhando a celebração e relatou que um grande grupo de pessoas começou a correr. O clima era de pânico, já que ninguém sabia se era um acidente ou se o motorista atingiu as pessoas deliberadamente. Várias delas entraram no mar para se proteger.
Algumas testemunhas dizem que a polícia atirou contra o motorista para tentar impedir o atropelamento e que "ocupantes" do veículo também atiraram, sem precisar quantas pessoas estariam no caminhão.
Táxis que estavam na região estão transportando gratuitamente pessoas que tentam deixar o local, ainda de acordo com o "Nice Matin".
A polícia montou um perímetro de isolamento e cercou o veículo. A prefeitura de Nice informou que a avenida permanecerá fechada na sexta-feira (15).
Um vídeo publicado no Twitter mostra um caminhão, que parece ser o que foi usado no atropelamento, acelerando em direção às pessoa.


G1