">

Pastor diz que mulheres devem ficar em silêncio na igreja, e não dizer nem mesmo “amém”;

Pastor diz que mulheres devem ficar em silêncio na igreja, e não dizer nem mesmo “amém”; Assista
O pastor Steven L. Anderson disse que as mulheres devem ficar em silêncio na igreja e não devem nem mesmo “dizer amém” durante os cultos. A opinião polêmica rendeu discussões nas redes sociais e colocou o líder evangélico na mira das críticas.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
Dirigente da Igreja Batista Palavra Fiel, na cidade de Tempe, Arizona (EUA), Steven L. Anderson virou assunto no mundo inteiro depois que o vídeo do culto do último domingo, 23 de março foi parar no YouTube.
Usando a passagem de 1 Timóteo 2:11, o pastor decidiu que era hora de calar as mulheres: “A mulher aprenda em silêncio com toda a submissão”, disse o pastor, completando: “Mas eu não permito que a mulher ensine, nem use de autoridade sobre o homem”. Na sequência, o pastor leu o capítulo 14 de 1 Coríntios: “As vossas mulheres estejam caladas nas igrejas, pois não lhes é permitido falar”.
Ignorando o contexto, o pastor afirmou que “quando é tempo de aprendizagem, é hora de silêncio”, mas disse que é permitido às mulheres conversarem antes dos cultos e cantar os hinos no momento dos louvores.
O pastor ainda acrescenta que está fora de questão permitir às mulheres a palavra durante o culto, mesmo que para fazer perguntas, expressar alegria ou dizer “amém”. “Em primeiro lugar, não é para uma mulher estar fazendo a pregação. E em segundo lugar, não é para as mulheres ficarem falando. Mesmo se elas tiverem uma pergunta, não devem fazê-la na igreja. Em segundo lugar, mesmo que elas queiram fazer perguntas a seu marido, eles devem esperar até chegar em casa”.
O reverendo Jim Burklo, da Associação da Vida Religiosa na Universidade do Sul da Califórnia, afirmou Huffington Post que é importante abordar essas passagens bíblicas para evitar interpretações equivocadas: “Se você está preso na questão das mulheres em silêncio na igreja, [deve praticar também o] apedrejamento até a morte dos homossexuais, etc. Ninguém, nem mesmo o reverendo Steven Anderson, pode eventualmente seguir todas essas prescrições”.
A maioria dos comentários no vídeo é de perplexidade com a proibição que o pastor impôs sobre os fiéis de sua igreja: “Eu não posso acreditar que tantas pessoas acham na Bíblia uma pregação tão ofensiva. Deus te abençoe Pastor Anderson”, ironizou.
Outro internauta preferiu ignorar a interpretação do pastor: “Não há necessidade de ficar chateado por isso. Apenas deixe este homem ter seu próprio pequeno grupo, onde ele pode ser contra as mulheres… e judeus e outros cristãos… e outras Bíblias… e, bem, quem pensa de forma diferente do que ele. Deve ser divertido, no reino de dele”.






Fonte---------Gospel.Sou